terça-feira, 27 de outubro de 2015

Embracing fall







photography by us

For us, embracing fall means doing everything but staying at home in our pajamas, while the rain pours down, wishing summer would be back. No. We love fall too much not to take advantage of it and that's exactly what we did the day we took these photos. We drove up to our favorite summer place to test our new 50mm lens (we're in love) and enjoyed the quietness that autumn brings to it. We love the cold, shooting in the fog, the rich colors from the leaves, being all wrapped up in layers to be able to watch the sunset without freezing and sitting by the empty beaches. Sure... We do love being home with comfort food, a movie and a blanket sometimes, but that's just not us. And, honestly, when we do decide we wanna be lazy and just watch a movie, we usually drive to the city, buy some popcorns, park the car by the sea and watch it there. What about you guys? Do you love fall too?   

With love, as always, 

Joel & Sara

// 

Para nós, receber o outono significa tudo menos ficar em casa de pijama, enquanto chove lá fora, a desejar que o verão voltasse. Não. Gostamos demasiado do outono para não tirar proveito dele e foi mesmo isso que fizemos no dia em que tiramos estas fotografias. Fomos até ao nosso lugar favorito deste verão para testar a nossa nova lente 50mm (estamos apaixonados) e gozamos a quietude que esta estação oferece. Adoramos o frio, fotografar em dias de nevoeiro, as cores ricas das folhas, vestirmo-nos com mil camadas para ver o pôr do sol sem congelarmos e passear pelas praias vazias. Sim... Também gostamos de estar em casa a ver um filme, enrolados no maior cobertor que temos e com um bolo caseiro à nossa espera, mas isso não somos nós. E, honestamente, quando realmente queremos ser preguiçosos e apenas ver um filme, normalmente conduzimos até à cidade, compramos pipocas, estacionamos o carro em frente ao mar e vemo-lo por lá. E vocês? O que é que costumam fazer no outono? 

Com amor, como sempre, 

Joel & Sara

Follow

domingo, 11 de outubro de 2015

Rage, rage against the dying of the light



















photography by us

Today's post features our last stop during our holidays, back in september. Now that we're having proper fall days in our country, we are starting to feel a bit nostalgic... Wandering around together and exploring new places without a care in the world is our absolute favorite thing to do, so coming back home is always bittersweet. We're constantly craving for new adventures, but looking through these photos all over again makes us happy for all the beautiful memories we've collected through out summer. This place is called Luz, which means "light" in portuguese. Once you're there you really get a good sense of the word, since the houses around town are all painted white. As Dylan Thomas once wrote, Do not settle into that good night/ Rage, rage against the dying of the light. Luz does this in a perfect way. And that's it. Do not settle. Explore more. Make life mean something to you and to those you love. 

With love, as always, 

Joel & Sara

//

Na publicação de hoje queremos mostrar-vos a última paragem das nossas férias a sul. Agora que estamos a ter dias de outono a sério por cá, começamos a sentir-nos um bocadinho nostálgicos... Vaguear por aí e explorar novos lugares sem preocupações é, sem dúvida, o que mais gostamos de fazer juntos, por isso voltar a casa é sempre agridoce. Estamos constantemente a ansiar novas aventuras, mas olhar para estas fotografias de novo deixa-nos felizes por todas as memórias que guardamos deste último verão. Este lugar é uma pequena freguesia de Lagos e chama-se Luz. Depois de lá chegarmos, é fácil perceber a escolha do nome, já que todas as casas por ali são pintadas de branco. Como Dylan Thomas uma vez escreveu, Do not settle into that good night/ Rage, rage against the dying of the light. Esta freguesia faz isso de uma maneira perfeita: não deixa que a luz morra. E é mesmo isto. Não se conformem. Explorem mais. Façam com que a vida signifique alguma coisa para vocês e para aqueles que amam. 

Com amor, como sempre, 

Joel & Sara

domingo, 4 de outubro de 2015

The fortress





















photography by us

Oh, Sagres... What a place. All you feel there is a sense of stillness. The wind, the ocean, the sea-carved cliffs and nothing else. Mother Nature in all its glory. Being in Sagres is feeling like you've reached the end of Earth: once you stand on those high rocks, the sea seems endless. We started the day by visiting the Sagre's Fortress, which has been there for ages and used to be a geo-strategic maritime defense system. Since it is almost impossible to separate the portuguese people from their connection to the ocean, we believe this place really shows the beauty of living near the tall waves. On the afternoon, we visited Beliche's Beach - hands down, one of the most beautiful beaches we know -, which is also located in Sagres. We had to go through a bunch of stairs to get in there, but it was definitely worth the effort. The beach was surrounded by very high cliffs defining the boundaries of the whole cenario and adjusting the sea to fit the area, creating a very natural and raw view. Have any of you been here?

We will get back to you soon,

Joel & Sara



Oh, Sagres... Que lugar. É impossível que não se entranhe uma sensação de quietude depois de lá chegarmos. O vento, o oceano, as falésias moldadas pelo mar e nada mais. A Mãe Natureza em toda a sua plenitude. Estar em Sagres é sentir que atingimos o fim da Terra: do topo das falésias, o mar sente-se infinito. Começamos este dia a visitar a Fortaleza, que já existe há séculos e que funcionava como um sistema defensivo marítimo geo-estratégico. Como é quase impossível dissociar os portugueses da sua ligação com o oceano, acreditamos que este lugar transmite na perfeição a beleza que reside em viver perto do mar. Pela tarde, decidimos visitar a Praia do Beliche - sem dúvida alguma, uma das praias mais bonitas que conhecemos -, que também fica em Sagres. Tivemos que descer imensos degraus (que não recomendamos a pessoas com vertigens!), mas valeu definitivamente o esforço. A praia é rodeada por falésias muito altas que definem os limites de todo o cenário e ajustam o mar, criando uma paisagem muito natural e crua. Já estiveram por aqui?

Voltamos cá em breve, 

Joel & Sara